Páginas

Foto do fundo: Auto-retrato - São Miguel do Oeste - SC by Alice Elaine

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

O Violão

Andando entre linhas by Alice


Como pode um som de cordas fazer tanta falta?
Ah, o doce som do trastejar...
Como queria eu, poder deslizar sobre ti meus dedos
Com perfeição e habilidade.
Amor platônico...
Nunca tive de ti um som sincero.
Melodia natural de quem tem o dom.
Mas como me faz falta...

E eu me acostumei a ouvir-te.
Todos os dias tu cantavas pra mim.
Era um dedilhar, uma canção incompleta
Era uma brincadeira ou coisa séria
Mas nunca fui eu que te dei prazer
Não era eu que te fazia soar assim.
Eu só arranhava, destruía tua sonoridade.
Quanto tempo eu tentei...em vão.
Desisti de te dominar.
Hoje só quero ser sujeita a ti.
Só quero poder te ouvir
Poder sorver tuas notas
Não me importo mais que as mãos não sejam as minhas.
É teu som que eu quero
Não preciso te tocar,
Não preciso te ver,
Basta sentir que tu estás ali
Soando pra mim...
Ah...
Minhas lágrimas acompanham teus acordes...
É o que eu posso fazer por mim e por ti.

Um comentário:

Marcelo disse...

Alice,

Você conseguiu traduzir em palavras esse lindo sentimento, de quem é apaixonado por esse instrumento, que perpassou nossas vidas desde a infância.

Continue escrevendo, você tem um grande talento! Espero a publicação de seus livros para que possa continuar me deliciando, com tão providentes palavras.

Abraço.

Onde estão?