Páginas

Foto do fundo: Auto-retrato - São Miguel do Oeste - SC by Alice Elaine

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

No Time...

Tempestade by Alice



You know what to talk
Something really important,
Why do you think
Shall put his hand in a hornet's nest.
But the Bible speaks of bloodguilt,
Condemns the cowardly,
The men who omits are to murderers.
Go to sleep thinking,
Wake up with your grieving heart.
These are harsh words,
But messages are healing.
Freedom is within reach,
But many still choose to prison,
She looks good:
Not so much work,
Not charge rent
You even get used to the routine ...
And the routine is good, they are mistaken.
Why not see
That in their island,
In your world 3 x 1.5,
It is not a life,
The sun does not shine,
The birds do not sing.
Say they do not escape.
No have Way to go, say resigned.
Become accustomed to their blinders.
Do not dare to answer your questions.
"If there are no answers, then there is to look at."
Listen, then,
Pay attention!
Their minds tell you that there is something out there
In his dreams the world is different.
And you just ask them to believe
Or, at least,
Listen to you more often.
The answers are all in one place ...
Just open your eyes when you wake up and let a willing heart
Need not agree,
Just consider the arguments, see the logic.
Some will find a treasury and shall be given them keys
May use it at any time.
Many are afraid to use,
Afraid of becoming rich and change their lives.
You do not want to have this fear.
And what a hurry, because time is short
The waters are rising rapidly and the sky is shaken
Soon, everything will change ...


...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Um dia de pino... outro de bola...

Detesto levar bolada!
Se existe algo que me tira totalmente o humor é ser surpreendida por uma bola vindo em minha direção, prestes a chocar-se com meu rosto, ou cabeça...
Não compreendo o prazer que uma pessoa possa experimentar em mirar, medir a força, a distância e dispender força em um objeto em direção a outrem, mesmo sabendo que o acerto vai produzir uma avalanche de reclamações, sentimentos feridos e etc... dificilmente alguém vai reagir bem a um ataque como este.
Pois é, nem sempre é uma bola física e palpável que causa todo este turbilhão de emoções...
Há certas circunstâncias que fazem com que eu me sinta atingida por uma bola.
Pior, faz com que eu me sinta um pino de boliche. Estar ali, inerte, presa por cabos e cordas, como um alvo desprotegido e incapaz de evitar o perigo...
E a bola... ah... a bola!
Não uma bola de plástico, daquelas que suga a pele e deixa uma mancha vermelha, não... Não uma bola de couro que parece uma pedra quando impactada contra nosso frágil corpo, não... Uma bola de 'Bolão'!!!
Bolão é um jogo que foi trazido ao Brasil pelos alemães, no início da imigração, e assemelha-se com o boliche, possuindo algumas regras um pouco diferentes. Mas, tem uma bola de 12 kg...
Em suma... hoje, eu sou um pino de madeira... um pobre pino de madeira esperando pelo som da pancada, os gritos de euforia da galera, o tirão da corda, a suspensão do corpo ao alto e a recolocação das coisas em seus devidos lugares... amanhã, talvez, eu seja a bola...


Pinos by Alice


...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Igual para todos...

O círculo é perfeito
O carrocel é chato.
A vida é curta
A aprendizagem longa.
O dia não passa
A vida passa.
O idiota esquece
O coração lembra.
O tédio persiste
O ânimo se vai.
O dia acaba
As preocupações viram a noite...

Continuidade by Alice


...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Escolha...

Entre um dia frio e um de calor...
Entre o vento que sopra em frestas sua triste canção e o Norte
Entre a tempestade raivosa e a chuva torrencial
Entre a neblina e o sol aberto
Entre o frescor e o mormaço
Entre a Rolinha estufadinha e a borboleta...
Ah,
Eu escolho a borboletinha que paira em seu vôo livre em pleno radiante dia!

28.11.2011 em São Miguel do Oeste-SC by Alice


...

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

unfinished dreams

It is perfect for you
The moment is beautiful
The ringing hot with cold hands
The face blushes red as a rose
The lights go out
The stars shine
But the colors will
The eyes open
The Alarm playing your horn
The dream ends without a single kiss
Close your eyes
The pillow does not help
He does not return
Never comes to an end
No matter all the effort
The reality is hard
People are not shelf items
You can not choose everything
We have no guarantee
And yet there are expiration dates
Turn, Dream, again ...
Tonight he will not come
Another day maybe ...
Tonight will be clear
daydreaming
With that will never be real
Dreams are not perfect ...
The cake was never cut
The free flight is interrupted by the fall
The stairs do not have steps
The clothes disappear
People come and go
The places are strangely recognizable
Run and not get tired
Climb up and fall is right
Wake up every day
Wishing dream more
Daydream and will never be the same
Do not mind the lines of the program
There reprise in the film of the night
The villain is smarter
The young man is deaf
The darkness does not hide
The rope is short
I fight with you, I love you
And in the morning
You are here
By my side
And hath not seen,
Do not know anything
In my parallel universe
I can hardly remember
When you wake up ...


Janela Casarão Arroio Grande-RS by Alice




...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Beijão ou Brigadeirão?!?

Receita:

3 ovos
1 colher sopa de margarina
2 cx 200g de creme de leite
1 cx 300g de leite condensado
1 xícara de chocolate em pó (para o Brigadeirão)
ou
1 xícara de coco ralado (para o Beijão)
PS. No caso do coco ralado estar muito seco, eu hidrato ele um pouco com leite.

Bater tudo no liquidificador.
Untar forma própria para microondas.
Despejar mistura na forma.
Cozinhar na potência máxima de 3 em 3 minutos por cerca de 9 minutos (pode variar para mais ou menos, segundo a potência do seu microondas)

Deixar descansar um pouco, uns 5 à 10 min. Desenformar com ele morno e decorar com confeitos ou coco ralado!!!

Comer BEM!!!

Brigadeirão by Alice

Beijão by Alice

Brigadeirão II by Alice


Beijão II by Alice


...

domingo, 13 de novembro de 2011

Intro

Tem dias na vida da gente em que somos quase que totalmente egoístas. Digo 'quase' porque o senso de responsabilidade sempre está presente e não nos deixa virar um completo egocêntrico...
Hoje é um dia destes para mim.
Acordei irritada. Chuva que vem e vai. Ar fresco que me lembra uma cidade gaúcha com nome de bolas... é um pouco de humor eu ainda tenho...
Tem sempre alguém pra me perguntar: "Tá braba comigo?" .
Não! Não estou brava com ninguém! Só estou num daqueles dias em que não estou disposta a mostrar os dentes. Num dia em que as minhas rugas na testa se acentuam. É, eu tenho duas ruguinhas bem no centro da testa, elas marcam a continuidade do nariz que sempre denunciam o meu estado de espírito!
Todo mundo tem seu dia, ou os seus dias, de irritabilidade, nervos à flor da pele, cara de poucos amigos, azedume, o que for. Me irrito ainda mais com a tal ideia de que deve haver algum motivo, pronto, não tem! Basta!!!
Este negócio de ficar tentando descobrir os porquês é comparável a jogar mais lenha na fogueira, só aumenta o calor, e ficar perguntando se melhorou é como borrifar água no fogo ardente, só faz mais fumaça.
Me curo sozinha... é o tal negócio do quase totalmente egoísta...
É meu mecanismo de absorção dos meus sentimentos, minha análise, meu modo de ficar introspectiva, franzir a testa sem reflexo, se preferir, pode chamar de meditação.
Bueno, tomo umas cuias de mate solita... vou escrevendo um texto pro meu blog... planejo a janta com os amigos...tomo mais umas cuias, e espero a 'ranzezite' passar ao largo.
Algumas coisas ajudam, ou melhor, aceleram o processo de criação de rugas a passar: um telefonema inesperado do meu mano querido, a camomila no chimarrão, o gato manhoso e o escrever.
Já posso dizer que ao final deste post me sinto melhor. Já consigo sorrir novamente...
Mais uns matesitos e estarei pronta para o resto do dia!

Esperança by Alice


...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Yes, I need...



I need to drink today
the dose that makes me
do not think now
and forget about tomorrow
a cup that costs me
physical health
but bring me sanity
need to kiss and hug
that only you can give me
I could feel
again
peace of mind
I have when I am with you
not remember anything
without thinking
just feel your hands
feel your smell
feel your breath
saying you love me
saying that I want
and that I want
throughout your life ...
I need the cup
the elixir of youth
Youth of the soul.


Drink by Alice

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Pelo buraco da porta

Chave quebrada.
Chave de fenda,
Chave Philips.
Sem fechadura.
Porta aberta.
Gato esperto,
Oportunidade certa.
Câmera alerta!
Flagra no buraco da porta...



Miromiro by Alice


...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Estar - Ficar

Estou por aqui
Como alguém que anda por aí
Cabeça nas nuvens
Olhos brilhantes
Pés na terra
E pernas doendo
É, continuo por aqui
Com a tabatinga que não quer sair
As mãos manchadas de vermelho
O pensamento longe
Os sentidos alertas
E um pouco de mania
Pois então, estou aqui
Lembrando o dia de partir
Nada de diferente
Sem nada de concreto
Vou ficando
Me acostumando
Sem pressa
Estarei aqui.

Fim de Tarde em SM by Alice





...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Caco

Linhas by Alice


Estenda sua mão
Toque-me
Estarei aqui ao alcance
A espera do teu calor
Levante seus olhos
Veja-me
Estarei aqui refletindo seu olhar
A espera do teu brilho
Vista sua roupa
Leve-me
Estarei aqui no quintal
A espera do teu passeio
...
Na cidade dos sonhos...


The Old by Alice

...


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Sobre a Vida...

Rio de Janeiro 1979 - by Luiz Ernani Teixeira

Não.
Eu não sou infantil quanto gostaria, mas, também, não quero ser 'macaca velha', tampouco uma pessoa amarga que não acha graça na vida.
Quando lembro da minha infância, eu lembro com gosto, com alegria, com saudade. Sinto novamente as sensações, o entusiasmo e caio de cara no chão ao rever-me no reflexo cruel da superfície vítrea.
Não.
Não tenho problema com minha idade, ou na minha aparência, o problema está naquilo que eu desejava.
Novamente, eu repito.
Não!
Não me considero imatura, doente ou utópica.
Apenas expresso o sentimento que a maioria tem... querer ficar para sempre JOVEM.
Outro dia, meu marido relembrou uma música da banda alemã dos anos 80 Alphaville. E eu pergunto, quem nunca repetiu estas palavras em alto e bom som, ou internamente.

'Forever young, I want to be forever young
Do you really want to live forever?'

Vejo fotos antigas, pessoas bonitas que não são mais as mesmas de hoje. É verdade que o tempo faz bem a algumas pessoas, mas para a grande maioria ele massacra, ele deforma e judia...
Não me venha com aquele papo besta e idiota de que eu tenho que aceitar, que é inevitável, que eu preciso amadurecer, conformar-me, engolir o que nunca irá passar pela minha goela!
Tenho mais de trinta e quero muito mais do que isso, porém meu coração parou há muitos anos atrás.
Não.
Não entenda diferente do que eu estou escrevendo. Eu não quero voltar no tempo. Não quero reviver minha vida. Não quero fazer novas escolhas. Não quero trocar as coisas de lugar.
Eu quero é NÃO ENVELHECER! Eu quero é que NINGUÉM ENVELHEÇA!
Eu quero minha mãe jovem! Quero poder correr com ela na praia, admirá-la ao sol. Vejo suas fotos em preto e branco e viajo para junto dela, numa época na qual eu nem existia.
As fotos do meu pai no Rio de Janeiro, com carinha de menino, pose de badboy, óculos ray-ban, peito aberto e pulseira de prata... vejo meu irmão mais velho...
O tempo nos coloca alguns grilhões... os óculos, a maquiagem, a farmacinha, as anotações que até mesmo são esquecidas...
Quando alguém me diz que gosta de envelhecer, sua frase vem acompanhada do meu pensamento: 'pobre criatura, mente pra si mesma'.
Não.
De fato, acredito que NINGUÉM goste de envelhecer, mas, é claro, esta É a realidade... então, o que fazemos?
Nos adaptamos...
Por causa do uso do óculos, não jogo mais vôlei, não nado com o mesmo prazer, já experimentei lentes de contato, mas não as uso freqüentemente por causa das minhas olheiras que o tempo insiste em fazer ficar ainda mais escuras.
Estou tentando me acostumar com a maquiagem, principalmente o corretivo.
Escolho melhor as roupas e os sapatos. Não gosto que vejam minha barriga ou meus defeitos, e eu sei que tenho muitos, ou ainda, eu não gosto de usar um sapato que me faz parecer ter o andar de uma 'pata choca'.
E...
Não.
Não acho que meu desejo seja algo inatingível... 

"Abres a tua mão
E satisfazes o desejo de toda coisa vivente."
Salmos 145:16


...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

10 metros

Menino na Parede

Através da janela,
O vidro não me esconde
A parede não me impede
Sou um reflexo oculto...

...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Não te vejo, não me vês?

Flor de Ipê by Alice

Casa de Joana rabugenta,
Na flor da estação, escondidinha.
Quero ver-te o rosto
E não mostras a mim, Joaninha.


...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Quem guarda nossas lágrimas?!

Gostaria de compartilhar com os leitores deste Blog este lindo Salmo Bíblico.

Davi compôs este Cântico quando fugiu do assassino Rei Saul e teve que ir para Gate (Cidade natal do gigante Golias, campeão do exército filisteu, que foi morto por Davi. Golias tinha a altura extraordinária de seis côvados e um palmo (2,9 m). Sua cota de malha, de cobre, pesava 5.000 siclos (57 kg) e a lâmina de ferro da sua lança pesava 600 siclos (6,8 kg). (1Sa 17:4, 5, 7) Golias era um dos refains; talvez fosse soldado mercenário no exército filisteu), mas ficou com medo de ser preso quando foi reconhecido pelos filisteus.

Antes do Rei Saul desenvolver inveja e perseguir Davi, ele serviu como músico da corte, à recomendação de um conselheiro de Saul, que descreveu Davi como não apenas “perito em tocar”, mas também como “homem poderoso, valente, e homem de guerra, e conversador inteligente, e homem de bom porte, e Jeová está com ele”. (1Sa 16:18) De modo que Davi se tornou o harpista para o perturbado Saul, bem como seu escudeiro. — 1Sa 16:19-23.

Davi era músico e compositor. Para o povo de Israel a música era muito mais do que apenas distração, era uma parte importantíssima da Adoração de Deus. Haviam pessoas encarregadas como “cabeças dos cantores”, “peritos” e ‘aprendizes’. Tudo isso atesta um elevado padrão de música. — Ne 12:46; 1Cr 25:7, 8.

No cabeçalho lemos:
Ao regente, segundo a Pomba Silenciosa entre os que estão longe. De Davi. Mictão. Quando os filisteus se apoderaram dele em Gate.

Salmo 56


Mostra-me favor, ó Deus, porque o homem mortal me abocanhou.
Guerreando o dia inteiro ele continua a oprimir-me.
Meus adversários hostis têm continuado a abocanhar-me o dia inteiro,
Porque são muitos os que guerreiam contra mim altivamente.
O dia em que eu ficar com medo, eu, da minha parte, confiarei em ti.
Em união com Deus louvarei a sua palavra.
Tenho posto a minha confiança em Deus; não terei medo.
Que me pode fazer a carne?
O dia inteiro eles ferem os meus assuntos pessoais;
Todos os seus pensamentos são contra mim para o mal.
Atacam, escondem-se,
Eles, da sua parte, têm observado os meus próprios passos,
Enquanto estiveram à espera da minha alma.
Lança-os fora por causa daquilo que é prejudicial [deles].
Em ira, rebaixa os próprios povos, ó Deus.
Tu mesmo contaste que sou fugitivo.
Põe deveras as minhas lágrimas no teu odre.
Não estão no teu livro?
Naquele tempo meus inimigos voltarão atrás, no dia em que eu chamar;
Isto sei muito bem, que Deus é por mim.
Em união com Deus louvarei a [sua] palavra;
Em união com Jeová louvarei a [sua] palavra.
Tenho posto a minha confiança em Deus. Não temerei.
Que me pode fazer o homem terreno?
Sobre mim, ó Deus, há votos [feitos] a ti.
Farei a ti expressões de agradecimento.
Pois livraste a minha alma da morte —
Não [livraste] meus pés do tropeço? —
Para que [eu] andasse diante de Deus na luz dos viventes.


Por fingir-se de demente, fazendo cruzinhas no portão, como uma criança, e deixando a saliva escorrer sobre a barba, Davi conseguiu escapar de Gate. (1Sa 21:10-15) e baseado nesta experiência, compôs, além do Salmos 56, também o 34.

Lágrima de chuva by Alice

...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Miauuu...

Sou gato
Persigo as folhas no vento
Meneio a cabeça com denguinho,
Olho fixo no passarinho...

Sou forte
Pulo o muro, na porta e da janela.
Num passo manhoso prossigo
Até a cozinha te sigo...

Sou quente
Deito-me ao sol
Pela manhã, tarde e tardinha
Procuro a cama à noitinha...

Sou esperto
Na manha ganho meu leite
Meu pedaço de carne ou peixinho
Veneno no pátio do vizinho...

Sou gato, gatinho, gatão
Amarelo, preto, branco, cinza
Angorá, Siamês ou raça indefinida
É olho no olho e mão na barriga...


Lipa, Cholão, Boomy, Shuby, Miromiro e Cotinha by Alice


...

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Lua de 14.07.2011

Exercícios com a Lua... 

Pra começar, o 'Ovo Frito', como disse o Alte...


Ovo frito by Alice

Luar by Alice

Superfície da Lua by Alice


...

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Bzzzzzzzzzzzzzz

Abelha no Dente by Alice

Deleite-se no que a Vida lhe oferece!
Faça-se do pó, o mel!
Do desprezado, a cura!
Da pequenez, a grandeza!!!
...

domingo, 10 de julho de 2011

Roda Viva

Composição: Chico Buarque
Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...
A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...
A roda da saia mulata
Não quer mais rodar não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou...
A gente toma a iniciativa
Viola na rua a cantar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a viola prá lá...
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...
O samba, a viola, a roseira
Que um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou...
No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...(4x)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Poeminha à Beleza

Espinho Vermelho by Alice

A Beleza é encontrada
Somente,
E tão somente,
Quando a procuramos...
Não esconde-se,
Mas está oculta
Aos olhos críticos,
Às mentes retrógradas,
Aos punhos fechados e
Às bocas murmurantes.
A Beleza é luminosa.
É visível à olho nú,
Despido da inveja,
Do ódio e
Da idiotice
Que cega:
O amante da guerra,
O disposto à luta e
O obtuso ouvinte do grito...


...

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Vinhos - Tipos de Garrafas






Texto transcrito na íntegra do site Os Segredos do Vinho


Conheça os nomes das principais
garrafas para vinhos!
 
  
     Com as inovações tecnológicas, atualmente os vinhos são encontrados em diversos tipos de formatos e tamanhos de garrafas. Na maior parte do mundo, não há regras que impeçam a utilização de diferentes formatos de garrafas. No entanto, em alguns países, os produtores seguem normalizações governamentais ou locais e restringem-se ao uso de garrafas que representam essas regiões.   
  
     A primeira coisa a ser identificada em uma garrafa, são suas partes: O gargalo, pescoço, ombro, bojo e base. Ela pode conter ainda a etiqueta de pescoço, selo de garantia, selo de premiações, etiqueta traseira e rótulo secundário, além do rótulo principal.   
  
     Quanto ao formato, existem as garrafas clássicas, originadas em regiões da França, Itália e Espanha. Há garrafas típicas de certos vinhos de sobremesa, como vinho do Porto, Madeira ou Jerez. Há as garrafas com formatos contemporâneos, desenhadas para atrair o consumo do vinho e há ainda garrafas pequenas, de consumo individual.

 Garrafas Clássicas:


Garrafas tipo Bordeaux (01), possuem corpo reto, com ombros definidos. Podem ser verdes ou transparentes no caso de vinhos brancos.

Vinhos do Loire (França) são envazados em garrafas tipo Borgonha(02). Possuem ombros mais suaves e atenuados, com bojo mais largo.

Garrafas Alsácia (03) é típica da região Alsácia na França. Não possui ombros e são bem compridas. Os vinhos alemães seguem este formato também, podendo ser apresentados nas cores verde, preto, caramelo e azul.

Garrafas do tipo Champagne (04) são típicas de Epernay e Reims na França, mas são utilizadas para acondicionar praticamente todos os tipos de espumantes produzidos ao redor do mundo.


Garrafas Francônia (05) são típicas de Franken na Alemanha. Daí a origem do nome Francônia. Além de vinhos alemães, essas garrafas são utilizadas também em diversos vinhos portugueses, incluindo vinhos verdes produzidos na região do Minho.

 

Vinhos Madeira ou Jerez da Espanha, tipicamente possuem formatos de garrafas conforme a garrafa 06 (ver figura). Muitas regiões na Espanha, utilizam garrafas parecidas com as Bordeaux, porém mais longas e com leve inclinação no bojo (07). Os vinhos do Porto, produzidos em Portugal, possuem formatos parecidos com as garrafas de vinhos Jerez e Madeira, sendo que são um pouco menores e seus formatos variam um pouco de produtor para produtor (08 e 09).


Garrafas Contemporâneas:



Muitos formatos são inventados por produtores para promover seus produtos. A garrafa, no entanto, definitivamente não indica a qualidade de um vinho. Há garrafas típicas de vinhos populares na França (13) ou garrafas com desenhos, como o vinho Italiano chamado PesceVino, que possui a garrafa com formato de peixe (14).


Garrafas para vinhos de sobremesa: 


Muitos vinhos de sobremesa são envazados em garrafas com 375 ml (15) e 500 ml (16). Geralmente são vinhos de colheita tardia, ou feitos a partir de uvas botritizadas. Alguns vinhos do Porto, Jerez, Tokaji e Marsala também podem vir em garrafas como estas. Muitas vezes os vinhos de sobremesa são apresentados em garrafas menores, porque são geralmente vinhos mais alcoólicos, que devem ser ingeridos em menor quantidade. Como estes vinhos são elaborados com uvas especiais e apenas em algumas safras, outro fator que contribui para a redução do conteúdo, é o preço. 



Tamanhos especiais:




Hoje em dia, é comum encontrarmos garrafas com menor capacidade, para serem consumidas por uma ou no máximo duas pessoas. A vantagem é que não há desperdício de vinho, que oxida rapidamente após sua abertura. Garrafas com capacidade de 375 ml são chamadas de meia garrafa(17 e 18). Garrafas com 187,5 ml são chamadas de quarto de garrafa (19).


Certamente, os formatos das garrafas contribuem para a beleza e apresentação do vinho, em conjunto com seus rótulos, rolhas, etiquetas e cápsulas, mas devemos tomar muito cuidado para que não sejamos induzidos a beber um vinho de baixa qualidade só porque foi envazado em uma garrafa bonita. Lembre-se: Não beba rótulo. Beba vinho!






 www.SegredosDoVinho.com.br

terça-feira, 5 de julho de 2011

Chega prá lá...

O inverno já chegou! Trouxe frio! Pessoas bonitas e elegantes! Vinho, queijo, sopa e muitas calorias! Já fotografei, já curti (oque podia), mas...

Agora CHEGA!!! Vem Verão!!!!!!


Chega prá lá Inverno by Alice



...

domingo, 3 de julho de 2011

Sol de Inverno

O Viajante do tempo,
Trouxe seu beijo quente.
Amarelo-vermelho no anil
Fez-se presente.

Abriu-se o firmamento e
O Contador das horas,
Oculto por dias,
É Bem-vindo agora!

Miudinha by Alice


...

terça-feira, 28 de junho de 2011

Geada Branca...

Manhã de frio by Alice


Não sou de levantar muito cedo, ainda mais se a cama estiver quentinha e o ar gelado... Mas hoje eu me obriguei!
A madrugada foi gelada e a promessa da geada devia ter se cumprido...
Na cama, ainda, eu pensei muito se levantaria pra bater as fotos, que em minha mente já estavam prontas.
Rosa Geada by Alice
A cabeça, pra variar, doía muito. Engoli duas neosaldinas e liguei o lençol térmico pra me aquecer rapidamente, pois a fugidinha até o banheiro foi o suficiente para me gelar até o pensamento. Aproveitei, antes de voltar à cama, pra espiar o quintal... e estava com um tapete branco de geada.
Enquanto o calor voltava a se estabilizar o cérebro não me deixava relaxar... dizia: - Levanta! Levanta! As fotos! As fotos!!!
Sou tão chata que não me 'auto-aguentei' e pulei da cama de assalto, antes que os tentáculos peludos do cobertor me agarrassem de volta...
Vesti mais duas blusas, coloquei uma meia de lã e uma calça comprida, calcei meus tênis e pra finalizar uma boina... e fui!
O resultado foi satisfatório!

Para ver todas as fotos Clique Aqui.

Bueiros fumegantes by Alice

...

domingo, 26 de junho de 2011

O pior dia de Bruno Gouveia (Biquini Cavadão)

Resolvi postar o que li e chorei muito, porque achei um relato verdadeiro e comovente do sentimento de um Pai que não sabe, e nunca poderia saber, como suportar esta dura perda...

Texto extraído do Blog Oficial do Biquini Cavadão:

sábado, 25 de junho de 2011

Pão de Queijo

Dia frio... boa pedida...

1 ovo
120ml leite morno
50ml óleo de soja
1 copo de Polvilho divididos em: 200g de Polvilho Azedo e 100g de Polvilho Doce
1 col sopa de queijo ralado (embora seja estranho, mas o queijo é OPCIONAL)
1 col sobremesa de sal (ou ao seu gosto)

Misture todos ingredientes no liquidificador e despeje até a metade de forminhas de empadinha untadas com óleo. Asse por cerca de 20 min. Rende cerca de 10 pães de queijo.

Pão de queijo by Alice


Nestes dias frios... vale para acompanhar a taça de vinhos e um bom papo...


...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Impressões...

Primeiro quero deixar claro que não tenho a pretensão de ACHAR que sei alguma coisa, apenas quero fazer a descrição da MINHA impressão... ao som de Creedence Clearwater Revival...

Rubro Pinot Noir by Alice


Pinot Noir...

Tens a cor dos mantos reais,
Atraindo os amantes à paixão.
Deflagas a doçura num aroma.
Nas entrelinhas, uma canção.


Quem sabe uma noite,
Ou mais uma taça,
Dispa, novamente, outra alma,
Coloque na Vida mais graça.


Deixe na boca, a secura
Acione com teu beijo os meus instintos.
Desejo ardente de ti...
O segredo dos vinhos tintos...


Pinot Noir by Alice


...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O que eu nunca disse para... minha MÃE!

Lúcia e Alice


Me considero uma pessoa muito transparente, digo o que penso, falo demais, e não tenho medo de deixar as pessoas saberem o quanto gosto delas, mas hoje, no banho, eu me lembrei de algumas coisas que eu nunca disse para a minha mãe...

Eu te amo, eu já cansei de repetir...
Que eu gosto de estar com ela e que tenho saudade, isso é trivial...
Que ela sempre foi uma boa mãe é conversa antiga...
Então, o que foi que eu não disse?!

Mãe,
Eu nunca te falei que:


Meu amor por ti é pleno e constante, faz com que eu supere a distância, o ciúmes, qualquer discórdia, e qualquer diferença no modo de pensar.

Meu amor por ti me faz pensar em ti quando não te vejo, quando não te ligo, quando não posso estar contigo.

Este meu amor é o que te leva os meus sentimentos pelo espaço, mesmo quando não pronuncio uma só palavra, é o que aprendeste a interpretar por pensamente e à distância.

Este meu amor não existe por que és minha mãe...

Existe porque és minha AMIGA! A minha MELHOR!!!

“Não instes comigo para te abandonar, para recuar de te acompanhar; pois, aonde quer que fores, irei eu, e onde quer que pernoitares, pernoitarei eu. Teu povo será o meu povo, e teu Deus, o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e ali serei enterrada. Assim me faça Jeová e assim lhe acrescente mais, se outra coisa senão a morte fizer separação entre mim e ti.” (Rute 1:16,17)


...

Os 3 mosqueteiros...que na verdade eram 4...

Tenho um amigo que é aficionado por Beatles, pelo que pude notar um beatlemaníaco de respeito. Conhece muito do quarteto fabuloso, tem discos, coleciona histórias e sabe repartir no seu blog um pouco da vida de cada um dos membros da banda como eu nunca tinha visto...

Pois, tenho certeza que a minha 'grande descoberta' não é nem um pouco novidade para ele, porém, foi a maneira que encontrei de agradecer pelo seu gesto de amizade ao me prestar um favorzão!!!

Victor Molev, é arquiteto, pintor e decorador de cenários do teatro russo. Pois bem, ele fez alguns quadros muito surreais e que achei muito legais!!!

Separei aqueles que interessariam ao criador e alimentador do BLOG DO DADO MACEDO.

Espero que goste!!! E afaste-se da tela do computador pra ver melhor!!!




Só não encontrei o Ringo... mas, deixa Starr, jacaré...






...

domingo, 19 de junho de 2011

O registro das minhas 'congas'

Em um post mais antigo, Descobertas, eu falei na CONGA que eu acabei comprando, pois eu encontrei a foto que registrou o meu confortável calçado!!!


Alice, Antônio, Álisson, Cristiano e Everson by José Carlos
E aí?! Viu a conga? Não?

Então veja mais de perto!

Conga azul

Baratinho mas gostosinho...

E em tempo, na foto estão meus dois irmãos, Álisson (menor) e Everson (mais velho), além dos grandes amigos de infância e bagunça, Antônio (óculos) e Cristiano (o "alemão").

Foto é 'tudibão'!!!


...

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Antes dela chegar...

Cheiro de chuva by Alice

Ela vem chegando.
Eu sei.
Eu sinto.
Eu vejo.
Pois...
Te cheiro.
Te quero.
Te desejo.
Logo chegarás...
Me deixarás tua marca.
Então...
Caia sobre mim.
Tome meus cabelos.
Escorra pelos meus dedos.
Banhe meu corpo.
Encharque a minha alma.
E junto ao vento,
Tu me deixarás
Porém...
Ficarei te esperando
Mais uma vez...

Chuva em flor by Alice


...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Itapema FM de Santa Maria online

Clique para ouvir ao vivo

Boa música! Informações da terrinha e vozes familiares... Ah... quer mais?!?

Eu não... por enquanto, TÁ' LOCO DE BOM!!!



PS.: Desde Julho de 2012 a itapema FM Santa Maria deixou de transmitir na minha cidade natal...

...

Onde estão?