Páginas

Foto do fundo: Auto-retrato - São Miguel do Oeste - SC by Alice Elaine

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Eu esqueço...

Fim do dia by Alice


As vezes...
...esqueço de...
...tomar Fluoxetina...
...beber água...
...algumas palavras...
...poucas pessoas...
...dormir na hora...
...acordar cedo...
...pensar em mim...
...lembrar de coisas!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Quero ouvir a On The Rocks no Windows Phone!!!

Está certo, o Iphone e os celulares com o Sistema Operacional Android são a maioria... mas, eu não podia ficar de fora só porque ganhei um celular com Windows Phone!!!

Queria acessar e ouvir a minha rádio web preferida, On The Rocks!!!

Tive que percorrer um caminho de pedras para isso, e por isso resolvi fazer um post para ajudar meus amigos a encontrar a forma mais rápida de alegrar seus ouvidos...

PASSO A PASSO:
Passo 1

1 - Entre na loja do seu Windows phone.


2 - Procure a 'lupa' de pesquisa, na parte inferior da tela, logo acima do menu do windows phone.

Passo 2


3 - Digite na linha de pesquisa: tunein
Em seguida tecle Enter →
Passo 3














4 - Aparecerá as opções de Aplicativos.
Clique em TuneIn Radio (provavelmente o primeiro da lista):
Passo 4





5 - Instale o App.

Passo 6











6 - Quando instalado, acesse o aplicativo e na linha de pesquisa, na parte superior da tela, digite: ontherockswebradio
Confirme com Enter →




Passo 7
7 - Clique sobre o logo da On The Rocks Web Rádio na lista que surgirá.








Passo 8
8 - Desfrute da Rádio que Só Toca Um Tipo de Música, A Boa!!!







Yeah!!!

sábado, 1 de novembro de 2014

Eu estou...

Buraco na Pedra by Alice



Eu estou...
...sem vontade de cantar
...sem vontade de falar
...sem vontade de pensar
...sem vontade de ficar
...sem vontade de ganhar
...sem vontade de parar
...sem vontade de brigar
...sem vontade de consolar
...sem vontade de gritar
...com vontade de chorar.

Eu estou...
...sem vontade de viver
...sem vontade de sofrer
...sem vontade de bater
...sem vontade de correr
...sem vontade de perder
...sem vontade de torcer
...sem vontade de retroceder
...sem vontade de ler
...sem vontade de comer
...com vontade de beber.

Eu estou...
...sem vontade de dormir
...sem vontade de permitir
...sem vontade de cair
...sem vontade de sair
...sem vontade de bramir
...sem vontade de sorrir
...sem vontade de fugir
...sem vontade de acudir
...sem vontade de mentir
...com vontade de partir.

...vou dormir, ceder e sonhar!!!



terça-feira, 21 de outubro de 2014

Grana!!!

Un Peso by Alice


Grana.
Palavra de origem latina referente ao GRÃO!!!
Boa analogia já que por muitos anos a produção de grãos é vista como uma atividade valorizada, não estou falando dos pequenos agricultores, é claro!
Na grande maioria da população terrestre o termo está associado a algumas outras expressões bem comum e corriqueiras...
Por exemplo: 'ter a grana contata'. Imagine a cena: o alegre produtor rural planta o seu feijão e na época de colher o fruto do seu trabalho árduo ao invés de pesá-lo, conta grão por grão... é, isso é que é dureza!!!
Mas, 'ficar sem grana'... ah, isso é algo do cotidiano humano.
Não ter o arroz pra cozinhar, o milho, a lentilha, não ter como obter a farinha pra preparar, pelo menos, um angu...
Na atual situação do mundo em que vivemos, mesmo se eu ganhasse uma boa grana seria muito provável que a praga dos ratos e baratas, que já me assombraram e roeram até minhas roupas, voltassem para usufruir do que não lhes pertencem. Sempre há uma peste que exige o quinhão que nunca mereceram e que sente o cheiro da grana de longe.
Acomode sua grana em um bolso roto, já devidamente sovado pela fricção do dia-a-dia, e igual a uma ampulheta verá seu tempo, suor e esforços escorrerem pouco a pouco pela abertura.
Guarde ela sob o colchão e serão noites sem dormir com medo de sua cama ser roubada enquanto tenta produzir mais grana suportando os dias sonolentos...
Não se preocupe com sua grana e ela será levada pelas aves de rapina, as que rodeiam as carniças, ou aquelas que nada têm e vivem de sobras e oportunismo.
Tranque sua grana num cofre, longe dos olhares, da luz e do alcance de si mesmo e logo perderá o valor...
Seja como for, você irá ficar sem grana!!!
E... pensando bem, não é tão mal assim, é notável a capacidade humana de não se contentar pois está sempre sendo tentado a ganhar mais grana para gastar mais grana com coisas que encherão de grana os celeiros de quem já tem bastante grana.
Pois é, e lembrando dos chavões da vida, use sua grana com sabedoria, pois não é fácil administrar a nossa grana... No fim, ela sempre acaba!
A propósito, eu não ganho grana alguma por aqui...mas, continuo usufruindo o meu 'pão de cada dia'!


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Entre as panelas...

Moqueca borbulhante by Alice


Existe uma singularidade entre cozinhar e lidar com pessoas, pelo menos, do meu ponto de vista.
Lidando com as panelas posso ainda afirmar que é mais fácil que ter que administrar as emoções humanas, pois, normalmente, um ovo terá gosto de ovo... já as pessoas...
Para que não me entendam mal eu explico.
Quando vou cozinhar, gosto de ter uma noção de que materiais vou ter que trabalhar para poder apresentar um bom prato. Penso os temperos, o tempo de preparo, a intensidade do fogo, tudo para chegar ao ponto ideal para sentir o prazer de ter executado um serviço perfeito!
Já no quesito lidar com gente, tudo se complica, as pessoas são confusas, não aceitam serem enfiadas em um caldeirão para amaciar a carne...
Algumas lições que aprendi foram:

  • 'não falar por outros'. Algumas pessoas simplesmente não podem ser representadas por outras, elas não permitem e nem possuem a educação necessária para isso. É como cozinhar mondongo e tentar transformar o gosto e o cheiro em picanha...
  • 'não pensar demais'. Isso é um fato! Quando pensamos demais sobre algo que ocorreu conosco e que foi causado por alguém corremos o risco de superestimar o autor. Muitas vezes ele magoou, feriu ou agiu de modo impensado, como a maioria dos de natureza animal. É o caso do arroz que queima, não adianta tentar justificar, nem por tempero para ver se melhora, ou apagar o fogo e despejar água porque só vai impregnar o cheiro em todo arroz! O que estragou deve ser jogado fora e esquecido, não perca tempo!
  • 'não pagar o mal com o mal'. Sabedoria antiga proveniente do Livro Sagrado! (Romanos 12:17) Errou no sal? Não é jogando mais sal que a comida vai ficar melhor... Se você ainda pretende engolir uma amizade precisa saber como usar antídotos do bem contra o mal. Mas, uma palavra de alerta e cautela, ALERGIA ALIMENTAR MATA, fique longe do que, e de quem, comprovadamente só lhe faz mal.

Eu gosto tanto de cozinhar como gosto de relacionamentos humanos, com todas suas dificuldades e imprevisões, pois, geralmente os resultados são recompensadores!
Como para continuar sobrevivendo neste mundo cruel e imperfeito, mas me relaciono com gente para poder usufruir desta vida!!!
O mesmo poder que um alimento quente e bem temperadinho pode fazer por seu corpo cansado e doente, uma pessoa, suas palavras e suas ações pode lhe dar cura para a alma cansada e deprimida. (Provérbios 25:11)
Sendo assim: "Para o homem não há nada melhor do que comer, e deveras beber, e fazer sua alma ver o que é bom por causa do seu trabalho árduo. Isto também tenho visto, sim eu, que isto procede da mão do verdadeiro Deus. " (Eclesiastes 2:24)


...

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Alice+rce


Sob o Sol by Alice



Ok, pode despejar...
Que caia sobre mim
As toneladas de pedras
De concreto quente
Areia ou terra fria.
O buraco já está feito
Há anos foi escavado
As minhas próprias unhas
Estão impregnadas de solo
Meu nariz é uma olaria.
Fecho meus olhos

Pode despejar...


...

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Efeito relâmpago...

Como todo mundo tenho pensamentos e associações malucos. São coisas abstratas com desenhos lógicos.
Mas, cheguei a conclusão que não tenho o "problema" de associar pessoas à músicas, nem à épocas. Conheço muita gente com este "problema", e explico o porque de considerar algo problemático fazer isso: gosto muito de muita música que uma pessoa, ou um acontecimento apenas, poderia estragá-la.
Por este motivo costumo associar música ao próprio compositor ou história. Nunca me imaginei a menina sofredora ouvindo "Filme Triste", ainda bem! E que diga-se de passagem, que menina mais idiota de ficar assistindo algo cruel e sofrendo sem tomar qualquer atitude, eu teria dado o fora logo de cara, ou realmente assistido ao filme rindo alto como eu realmente faço!
Porém, voltando ao assunto, faço associações completamente sem sentido para alguns e extremamente lógica para mim. É algo que ocorre tão rápido e tão intensamente avassalador que eu denomino "Efeito Relâmpago".
Num súbito momento uma luz corta o negrume do céu de meu pensamento, ligando um pólo ao outro. Dentro deste filamento linear ramificado disparam-se formas, cores, sons e sensações. Coisa de maluco mesmo!!!
E então, acontece outro fato, a conclusão!!!
Sofro de um mal, uma ansiedade de querer chegar sempre a uma conclusão... mesmo que ela seja a de que ainda faltam pedaços no quebra-cabeças...
Igual ao cálculo entre a percepção do relâmpago até a chegada do trovão assim ocorrem-me as conclusões, algumas perto, outras distantes... e nem todas agradáveis...
Mas, outro fato é que eu gosto de tempestades! Gosto dos relâmpagos, dos trovões, do barulho do vento, da chuva caindo, o efeito devastador e incontrolável que me torna tão pequena e vulnerável. Sinto-me viva!!!
Quando vejo um lindo por de Sol, nunca penso a mesma coisa... cada relâmpago tem sua própria trajetória e desenho! Por isso, não me canso de assistir um após o outro, dia após dia...
Gosto de tentar me analisar, me entender e me descobrir. Muitos gostam de ouvir o que outros pensam sobre elas, fazem brincadeiras e desafios para que as descrevam. É divertido, geralmente é uma massagem coletiva do 'Ego', porém é de pouco proveito ao auto-conhecimento. Eu até sinto, vez por outra, uma vontade de perguntar o que meus 'amigos' pensam de mim, mas... é, sempre tem um 'mas', fico pensando que SE eu preciso PERGUNTAR é que os elogios não são tão sinceros, não foram produzidos pela súbita vontade absurda e incontrolável de extravasar o que sentem na minha presença, então... pra mim, não vale a pena expor alguém ao constrangimento de TER que me dizer algo 'bonitinho' pra que eu fique 'felizinha'.
Veja, acabou de relampejar e explodiu um trovão instantâneo!!!
E... eles nunca são impares ou solitários... pertencem as tempestades climáticas de humor bi-polar trifásico!!! Hora de desligar os aparelhos elétricos e salvar o que vale a pena...

Chuva & Tempestade by Alice

...

sábado, 2 de agosto de 2014

Eu Vou!!!

O medo escorre como o sangue fora das veias,
É como as águas que transbordam desordenadas sobre a vida quando chove...
As mudanças são ameaçadoras,
São como as nuvens que pairam no ar, pesando sobre nossas cabeças até caírem como bombas...
O curso da vida segue sem que possamos controlá-lo.
Possuímos alguns avisos de perigo, assim como nas estradas,
Mas, só nós mesmos podemos fazer as escolhas...
Existem atalhos, existem desvios,
Mas, só um mapa preciso pode nos ajudar a seguir em segurança...
O vinho pode ajudar a relaxar,
Mas, é o pé no chão que nos dá asas pra voar...
Temos temor do perigo e dos desafios,
É como o frio na barriga que sentimos quando subimos na montanha-russa.
Eu quero voar, experimentar e Viver!
...E eu vou!!!


Barro duro, Pelotas by Alice

terça-feira, 1 de julho de 2014

Não é confuso... pra mim!

Urucum by Alice


Tenho um conhecido que não me conhece... de verdade,
Um parente que prega amor sem me amar... de coração,
Conheço um beatnik que não anda por aí... com sua mochila,
Sinto uma dor que não existe... para outros,
Quando eu mais choro é porque estou feliz... por dentro,
Não consigo dormir quando sonho... com realidades,
Já vi humanos que parecem animais... com seu filho,
Observei animais com humanidade... com seus filhotes,
Dei valor para quem não valia... nem um vintém,
Perdi tempo que não tinha... em vão,
Ganhei presentes que não podia comprar... dos amigos,
Espero ver os mortos voltarem a vida... no futuro,
E os vivos deixarem de comportarem-se como mortos... agora,
Deixei um caminho pra voltar porque estava indo... embora,
Fui porque eu queria VOLTAR... mais uma vez!!!



quarta-feira, 30 de abril de 2014

terça-feira, 1 de abril de 2014

sábado, 22 de março de 2014

Numa Noite de Outono

Quando se chora by Alice



O silêncio que cala na alma lembra-me a tua falta.
O som que não ouço, deste sinto saudade.
O choro que pranteio espero ser suficiente,
Para perdoar-te das injustiças que cometes-te comigo
E que por vergonha, e não orgulho,
Deixaste de me permitir saber...

...

sábado, 1 de março de 2014

Só sabe quem passou por isso...

Coração disparado...
Pulsando no compasso das palavras faladas...
A cada pausa uma apneia...
Quem estava pronto para largar o 'Pause', tocar o 'Rec', perpetuar o momento...
Ah... botão vermelho... combinação de teclas...

ATENCÃO crianças modernas!
Vocês nunca sentirão a emoção de pegar a onda perfeita... o segundo correto... a largada certa!

Nada como prever o tempo...
Tempo felizes com termos: ferro, cromo, basf, sony, TDK, 45, 60, 90 e as desprezíveis 120 que arrastavam...
Tempo bom... perda de tempo bem-vinda...
Hoje o pó, a poeira, o broadcast, mp3, mid, youtube, e bit afins acabaram com a graça da brincadeira...
Quero agora e o tenho...
Lembrei neste momento, procuro e acho...
Ah... foi-se os dias de audição a espera da sintonia entre sua mente e o locutor...
Acabou-se a ocasião e o acaso...
Aposente seu radinho gravador...
RIP... Descanse Em Paz gravador de K7!

Sintonize-se na RádioWEB!!!


Rec by Alice

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

19 Anos de uma História

Não é nada fácil escrever uma história, muito menos quando a história é real e cheia de detalhes...
Não é nada fácil viver uma história, muito menos quando a história existe numa realidade difícil...
Não é nada fácil contar uma história, muito menos quando a história está além das palavras...
Não é nada fácil lembrar uma história, muito menos quando a história faz chorar...

Nâo é nada difícil escrever, viver, contar e lembrar da Felicidade...
...ainda mais quando é a nossa!!!

24.02.1995


terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Todos erram...

Amanhecer de um setembro by Alice


Sobreviver a este mundo é desgastante. Embora eu tire muito proveito da Criação Maravilhosa de Deus, cada dia se mostra um desafio maior que o outro. E falo com respeito as decepções com o ser-humano...
Não estou falando de você, mesmo que você se identifique com o que eu disser, mas, falo para você... sobre mim.

Eu fico extremamente confusa quando uma pessoa diz que quer tanto uma coisa, ou uma pessoa e quando a tem joga fora com uma aparente facilidade, coloca a perder toda lágrima e suor que já verteu por sua conquista, trai a si mesmo... O que aconteceu? Tudo passou de uma mentira? Um conto? Uma crônica triste de sofrimento e dor, porque é a receita do sucesso neste mundo egoísta, invejoso e cruel?

Meus sentimentos se confundem, entre o amor que sinto, a vontade de ajudar e a revolta com atitudes que jamais esperaria de um ser tão amado...

Eu fico arrasada quando sei que meus sentimentos de carinho, amor e preocupação foram esquecidos e apagados, pelo menos publicamente, pelo fato de que tomei a dura decisão de me afastar quando a pessoa escolheu me machucar...

Posso alistar milhões de motivos para as atitudes equivocadas e impensadas, e até mesmo auto-destrutivas de meus afetos, mas, não posso evitar que sofram, que EU sofra junto, e não posso corrigir as consequências... quem planta vento, colhe tempestade (Gálatas 6:7)

O que mais vejo na maioria dos casos é que alguns se concentram tanto em seus revezes que tornam-se ingratos e desleais com quem sempre lutou para que fossem felizes. Quando admitem a culpa espirram as manchas dela em todos que foram realmente seus amigos porque tentaram avisar do erro iminente, estavam ali para o ajudar enquanto havia tempo hábil para isso. Hoje, chamam de amigos e companheiros aqueles que apenas estão na mesma condição de náufragos, assim como ele próprio... é útil, mas não é a solução definitiva. Todas pessoas perdidas que se unem pela salvação, esperam que alguém chegue em seu socorro.

Alguém de fora, com equipamentos e real ajuda, água e alimento em abundância, um cobertor, notícias da família...

Eu admito, não sei o que se passa dentro da mente e do coração de ninguém... não sei e nunca vou conseguir sentir oque outros sentem, mas, isso não quer dizer que eu não me importe, ou que eu pense que estou imune de cometer um erro similar ou até pior. Não sou perfeita e não tenho poder, nem autoridade para julgar e condenar ninguém.

Apenas falo por mim... com meu coração pranteando por quem eu gosto, amo profundamente, e espero que aceitem ajuda, façam mudanças para escolherem serem felizes, pararem de se maltratar e ferir, escolham a VIDA. (Deuteronômio 30: 15-19)

Eu espero SEMPRE o teu melhor, meu Irmão...


Onde estão?